Experiência: como foi viajar 7 dias pela França em uma van! (Parte 1) | Blog Moody | Moody Store

Experiência: como foi viajar 7 dias pela França em uma van! (Parte 1) | Blog Moody

Publicado: 18/08/2018



          Sempre há uma primeira vez pra tudo. E hoje eu vou contar pra vocês a minha primeira vez viajando (isso inclui dormir!) em uma van.


          Muita gente deve estar pensando que pra fazer algo do tipo precisa-se de MUITO planejamento. E bom, talvez sim. Mas uma coisa que eu tenho pra dizer é que meu namorado é meio doido. A van foi comprada mais ou menos umas duas semanas antes, e a nossa cama começou a ser feita somente na manhã que fomos viajar! Foi feita de madeira, e é de casal; porem num primeiro momento, ela parece mais um sofá. Nós arrumamos algumas caixas, até mesmo caixas de maçã, pra guardar as nossas coisas e deixamos todas elas embaixo da cama/sofá.

          Meu namorado também comprou uma segunda bateria e um inversor onde ele colocou tomadas (essa é a parte que eu menos sei explicar hehehe), e com ele nós conseguíamos carregar o celular, ligar a mini-geladeira, e eu até consegui arrumar meu cabelo! Aqui estão algumas fotos da van e da parte de dentro dela!


Nessa foto, ainda estávamos na Bélgica


E nessa, a parte de dentro da van (ainda bagunçada...) logo após a cama ficar pronta!

          Outra coisa: não foi uma viagem lá muito longa, pois meu namorado teve só alguns dias de férias do trabalho, então até por isso não precisávamos de taaanto planejamento assim.

          E assim então começamos nossa viagem, ouvindo uma boa playlist, saímos de Gent às 11h da noite!


          Nossa primeira parada foi Dunkirk.


Porto de Dunkirk

          Uma cidade no norte da França que vocês devem conhecer devido ao filme de mesmo nome. E foi por causa dele mesmo que eu quis visitar a cidade! É uma cidade pequena, mas muito legal de se visitar. 

          Se você não sabe a história dela, o filme (que eu recomendo muitíssimo pois amo o diretor) conta um pouco sobre. Mas pra resumir: Dunkirk passou por uma batalha na segunda guerra, que durou do dia 25 de maio a 4 de junho de 1940. Milhares de franceses e britânicos ficaram presos nas praias, encurralados pelos alemães. Eles não sabiam quando e nem se conseguiriam voltar pra casa. Muitos morreram porem mais de 300.000 soldados aliados conseguiram ser evacuados pelo mar. 

          Mas... como eu aconselho vocês a assistirem o filme, aqui está o trailer:



          Nós chegamos lá de madrugada e paramos a van na frente da praia de Leffrinckoucke. Nós não acreditamos mas era estacionamento grátis, de frente pra praia! Tem coisa melhor que isso?! Acordamos olhando pra praia à nossa frente e muitas dunas atrás. Conhecemos duas mulheres escocesas que nos mostraram esse aplicativo chamado Park4night, que mostra lugares onde você pode estacionar vans e carros de graça, o que nos ajudou e muito!

As dunas de Leffrinckoucke

Praia de Leffrinckoucke

          Em Dunkirk, na maior parte, visitamos os locais onde o filme foi filmado. Também visitamos o museu Operation Dynamo 1940, que fala tudo sobre a batalha; passei umas 2 horas lá! Um dos barcos (conhecidos como “little ships of Dunkirk”) que salvou alguns dos soldados da praia ainda está por lá, no porto da cidade! Ele foi transformado num restaurante, onde eles, inclusive, tem o menu que era servido nos tempos da guerra.


Curiosidades enumeradas sobre a batalha que você encontra pela cidade e
acha mais informações sobre no museu!

Little Ship "Princess Elizabeth"

Também vimos alguns dos bunkers usados nas guerras, a linha de defesa. Fomos a pé da praia de Leffrinckoucke até eles, chamados de Batterie de Zuydcoote, onde você pode andar por toda a parte e subindo nas dunas, você acha ainda mais deles, que hoje, são cheios de graffiti.


Batterie de Zuydcoote

          À noite, fizemos comida no nosso fogão à gás na frente da praia e deu nisso aqui! Macarrão com molho de tomate e frango, olhando pro pôr do sol!



          O plano pra depois de Dunkirk era ir à Calais ou Bologne, porem mudamos no último minuto (literalmente quando estávamos na estrada!) e acabamos em Giverny. Cidade onde Claude Monet nasceu e viveu. 

Jardins e casa de Claude Monet

          Usamos o aplicativo que falei anteriormente e paramos o carro em Bonnieres-sur-Seine, em um estacionamento de frente pro... adivinha só?! Rio Sena! Nós fomos muito sortudos com os lugares que achamos pra estacionar a van. No dia seguinte, dessa vez, acordamos olhando pro rio Sena. Ah... isso me lembra uma música de La La Land que vou ter que colocar aqui! 

Café da manhã em frente ao rio Sena!


Meu namorado sentadinho olhando o rio Sena

          Fomos à casa dele, e aos jardins, que são bem famosos, e devo dizer, MUITO bonitos. A visita custa 9 euros, se me lembro bem e vale a pena! Os jardins te dão uma sensação de calma e a casa em que Monet viveu é bem fofa e colorida! Em um dos cômodos, você também vê algumas das pinturas mais famosas do artista.

          Giverny é uma cidade muito pequena, porem rodeada de outras cidadezinhas muito fofas. Visitamos Vernon, que é uma cidade maiorzinha e como estava muuuuito calor, fomos à Fourges, que não sei nem se pode ser chamada de cidade, pois é MUITO pequena. Nadamos em um local maravilhoso lá! 


Fourges


Casinhas fofas em Vernon


          A próxima parada foi Versailles.


Jardins de Versailles


Jardins de Versailles


          Fomos aos jardins, que custam 9 euros também. É muito legal ver os tipicos jardins franceses e pensar no trabalho que deve dar manter tudo aquilo! Andamos tanto que sai de lá com minhas pernas doendo. Só não conseguimos entrar no palácio pois a fila estava gigantesca e o calor não me deu coragem de enfrentar ela! Hahaha.

          A última e mais conhecida parada foi nada mais, nada menos que... Paris! Ela mesma, a belissima e tão falada Paris. Mas essa parte vai ficar pra um próximo post, então só vou deixar uma foto da torre Eiffel de longe ao pôr do sol pra vocês... 😉 


          Se tiverem alguma pergunta sobre as cidades ou sobre como viajar de van, nos mandem nos comentários! Também adoramos receber suas DMs em nosso instagram @moodyoficial ou em nosso e-mail contato@moodystore.com.br


Falo com vocês numa próxima!


Por Natasha Campi @natashacampi

Voltar